TRÍADE TOUR

Performance audio-guiada / Audio-guided Performance | 2011

Núcleo TRÍADE

(English below; video above subtitled)

TRÍADE TOUR é um audiotour coreográfico, interativo e site specific, que joga ludicamente com um excursões turísticas e é inspirado em audioguias de museus .  No “tour coreográfico”, os participantes em grupo, munidos de um aparelho MP3 e fones de ouvido, são conduzidos por um roteiro que mescla coreografia, geografia, história e ficção. Deslocamentos, gestos e composição coreográfica, permeados por informações históricas e geográficas, com pitadas de ficção, colocam os participantes em um estado extra-ordinário, deslocados do cotidiano, mas no meio da rua. A rua deixa de ser apenas passagem no cotidiano apressado da cidade e abre-se a novos olhares e percepções. Os espectadores tornam-se protagonistas do passeio-performance, subvertendo seu papel tradicional. Nesta operação, cria-se outra camada de público: os próprios transeuntes desavisados que circulam pelo local. Enquanto o público-guiado é convidado a observar o potencial performático da rua, o público-transeunte observa-os executarem coletivamente uma coreografia.

TRIADE Tour is a choreographic, interactive and site specific audiotour, that ironically plays with the format of guided sightseeing tours. It was created in 2011 as a result of TRÍADE’s research supported by Fomento à Dança para a cidade de São Paulo, with the collaboration of artists Flávia Melman, Larissa Salgado and Natalia Mallo.

In the “choreographic tour”, the group participants, armed with MP3 players and headphones (similar to audio guides in museums), are guided by a script that combines choreography, geography, history and fiction. Movements, gestures and choreographic composition, permeated by historical and geographical information with little bits of fiction, place participants in an extra-ordinary state, pulled out from daily life, but in the middle of the street. The street is no longer just a pathway in the rushed city life, and opens up to new perspectives and perceptions. The spectators become protagonists of the tour-performance, subverting their traditional role. As a result, another layer of spectators is created: the unsuspecting passers-by. While the guided spectators are invited to observe the performative potential of the street, the passers-by watch them collectively perform a choreography.

Prêmios e Fomentos / Awards and Incentives

  •   IX Edição do Fomento à Dança para a cidade de São Paulo
  • Prêmio Funarte Klauss Vianna de Dança
  • ProAC 25 – Promoção do Acesso à Cultura

EDIÇÕES EDITIONS

TRIADE TOUR SÃO BENTO – 2011/12

Rua São Bento, São Paulo, BR 

TRIADE Tour São Bento percorre uma região do centro de São Paulo que abriga importante artefato histórico. Os participantes, munidos de fones de ouvido, são conduzidos pelo que foi um dia, no começo do Séc. XX, o centro financeiro, comercial e social da cidade. Por meio de uma narração em off, o tour faz uma viagem aos anos 20 e 30, de barões do café, baronesas, burgueses e imigrantes (cuja mão-de-obra enriquecia a aristocracia cafeeira), para provocar reflexões sobre o corpo e a cidade, passado e presente. O eixo narrativo é estabelecido em torno do Edifício Martinelli, símbolo paulistano que, em 1929, foi o primeiro arranha-céu da América Latina. Durante a construção do edifício, a população temia a sua queda, suscitando questões sobre o sentido da verticalização da cidade. Do seu apogeu, com festas que reuniam a elite paulista, ao declínio nos anos 70, quando, como reflexo do desinvestimento na área central da cidade, tornou-se um cortiço vertical. O Martinelli passa por processo de “desocupação, limpeza e renascimento” semelhante a outras desocupações que ocorrem agora na cidade, como um ícone de uma sociedade em transformação. Ele ajuda a contar essa história, real e fictícia, do Tour São Bento, que envolve o corpo e a cidade, o ruído e o silêncio, o passado e o presente.

TRIADE Tour São Bento covers an area in downtown São Paulo that is home to important historical artifacts. The participants, equipped with headphones, are guided through the area that, at the beginning of the XX century, was the financial, commercial and social center of the city. By means of a voiceover narration, the tour travels back to the 1920s and 1930s, a city populated by coffee barons, baronesses, bourgeois and immigrants (whose labor enriched the coffee aristocracy), provoking reflections about the body and the city, past and present. The narrative axis is established around the Edifício Martinelli, a large building that became a symbol of São Paulo and, in 1929, was the first skyscraper in Latin America. During construction, people feared its fall, raising questions about the meaning of the city’s verticalization. From its peak, with parties that brought together the São Paulo elite, to its decline in the 1970s when, as a result of disinvestment in the city’s downtown area, the building became a vertical slum. Martinelli goes through a process of “eviction, cleansing and rebirth” similar to other evictions currently taking place in the city, as an icon of a changing society. Martinelli helps to tell the actual and fictional story of Tour São Bento, involving body and city, noise and silence, past and present.  

Coordenação Coordination: Adriana Macul e Mariana Vaz | Criação Creation (2011): Adriana Macul, Flávia Melman, Larissa Salgado, Mariana Vaz e Natalia Mallo | Nova versão roteiro New script version (2012) : Adriana Macul e Mariana Vaz Colaboração: Larissa Salgado

TRÍADE TOUR OUVIRUMDUM | 2013

Ipiranga, São Paulo, BR – A convite de / Comissioned by SESC Ipiranga.

TRÍADE Tour Ouvirundum” é um passeio coreográfico, interativo e site specific para o  Ipiranga, em São Paulo.

Ouvirundum convida o espectador a coreografar uma história.A história do bairro, a história da independência, a história do grito. Quem são os protagonistas destas histórias?

Ela é feita dos grandes ou dos pequenos feitos? Quantas versões pode ter uma históriaQual a sua preferida? Identifique seus heróis. Os heróis gritam. Outros personagens gritam.As pessoas gritam.Gritam?

Aliás, onde foi parar o rio? O que aconteceu com ele? A História nunca pára, não tem começo nem fim…O que está acontecendo agora, nessa história? Que personagem é aquele skatista? Ele desliza ou dança? E aquela família posando pra foto?

Pra qual deles você ergueria um monumento? Igual aquele, que está logo ali, e parece o… Mas na verdade é…

“TRÍADE Tour Ouvirundum is a choreographic, interactive and site specific tour developed for SESC Ipiranga, in São Paulo.

Ouvirundum invites the spectator to choreograph a story. The story of the neighborhood, the story of independence, the story of the scream.

Who are the protagonists of these stories? It is made of large or small feats?How many versions can a story have?Which is your favorite?

Identify your heroes.Heroes scream.Other characters scream. People scream.Do they?

By the way, where’s the river? What happened to it?History never stops, has no beginning or end …

What is happening now, in this history? Which character is that skater? Is he sliding or dancing?What about that family posing for a photo? For which one would you erect a monument?

Like that one right there, which looks like …  But in truth is …

Coordenação Geral e Criação  General Coordination and Creation : Adriana Macul e Mariana Vaz |Colaboração Colaboration: Laura Bruno

TRÍADE TOUR SANTOS | 2013

Santos, BR  – A convite da / Comissioned by Bienal SESC de Dança

Em “Tríade Tour Santos”, com leveza, ludicidade, alguma ironia e muita coreografia, mergulhamos em 4 séculos de história em um percurso de cerca de 1 quilômetro de extensão pelo centro histórico de Santos . Partimos da cidade colonial, batizada como a “Paraty do litoral sul”, percorremos a “Wall Street do Ouro Verde” dos tempos áureos do café , até chegarmos no que talvez venha a ser a “Dubai do brejo”, do vir a ser (ou não?) petrolífero.

Por meio da narrativa e das relações corpo-cidade construídas no percurso, o tour transforma a rua em tema e espaço de manifestações e indagações e promove o diálogo – de seus participantes e dos que acompanham sua passagem – com a cidade, sua história, seus usos e personagens. A torre da Bolsa do café era o ponto mais alto da cidade do Ouro verde. E hoje, serão as torres da Petrobrás? Apure seu olfato: você sente o cheiro do café? E do petróleo? Dê um giro completo com o corpo e procure: algum sinal dos royalties do petróleo?

In Tríade Tour Santos, we dive into four centuries of history following a 1-kilometer-long route through the historic center of Santos, filled with irony and choreography. We start at the colonial city, known as the “south coast Paraty”, walk through the “Green Gold Wall Street” of coffee heydays, and reach the “Dubai of the swamp” of the oil days to come (or not?).

Through the narrative and body-city relationships built along the way, the tour transforms the street into a theme and space for demonstrations and inquiries, promoting dialogue between the participants and those watching them, and the city, its history, its uses and characters. The coffee exchange tower was the highest point of the green gold city. And today, are the Petrobras towers the highest? Sharpen your sense of smell: can you smell the coffee? And oil? Make a full circle and look: can you see any sign of oil royalties?

Coordenação Geral e Criação roteiro: Adriana Macul e Mariana Vaz| Colaboração roteiro: Laura Bruno | Consultores locais: Alessandro Atanes, José Maria de Macedo Filho e Marina Guzzo | Edição de som e trilha sonora: Felipe Julian | Locução: Mariana Senne ou Thiago Amoral Produção local: Amanda Medeiros

Anúncios