Pela Janela / Through the window

Videoinstalação e performance Video-instalation and Performance | 2010

PELA JANELA (English below)

Pela janela, a espreita, a espera, a vida besta, o marasmo,,,, Assiste-se a vida passar, o movimento em ritmo lento… Outra cidade. Desafia-se o fazer e cria-se espaço para as memórias, degenerescências, cicatrizes e sombras, atemporais. Pela janela, vestígios e jardins, rastros de outros ritmos.

Máquinas pensam em janelas, que ironia!

Alguém poderia esconder-se do tempo e assisti-lo agindo, em pequenas mortes e renascimentos? Existe algo atrás do tempo? Como apreender o tempo , se não pode ser prendido? Meses, dias, anos, que passam em numerais, são suficientes para contá-los, acumulá-los e percebê-los?

Pela janela, atrás do tempo, almas cansadas respiram, decantam, meditam. Buraco no tempo: relatividade de subsistência emocional. A videoinstalação configura-se como espaço para os vestigios, degenerescências, cicatrizes e reminiscências, atemporais

THROUGH THE WINDOW

Through the window, the lurking, the waiting, the beast life, the marasmus ,,,, Life passes, the movement at a slow pace … Another city. The challenge is to make and create space for memories, degenerations, scars and shadows, timeless. Through the window, vestiges and gardens, traces of other rhythms.

Machines moves through windows, what an irony!

Could anyone hide from the time and watch it acting, in small deaths and rebirths? Is there something behind time? How to seize the time, if it can not be arrested? Are months, days, years, that pass in numerals, enough to count them, to accumulate them and to perceive them?

Through the window, behind time, tired souls breathe, decante, meditate. A hole in time: relativity of emotional subsistence. The video installation is configured as a space for vestiges, degenerations, scars and reminiscences, timeless

Ideia, Direção e Vídeos / Idea, Direction, Videos: Mariana Vaz

Performance: Mariana Vaz e Mirella Marino

Anúncios